Blog da ACC Fisioterapia

Aniversário da ACC

02/09/2013

ACC - Banner 20 anos V2

Postado na categoria ACC. | Comentar

Ginástica laboral

21/05/2013

Ginastica LAboral

A Ginástica laboral é a prática voluntária de atividade física realizada pelos trabalhadores coletivamente no local de trabalho que visa melhorar a condição física do trabalhador.

O objetivo é fortalecer determinadas musculaturas muito exigidas durante a jornada de trabalho, o que faz prevenir problemas de postura e lesões que, além de trazerem riscos aos funcionários, representam custos operacionais para a empresa.
Por ser de curta duração, não leva o trabalhador ao cansaço. A Ginástica Laboral contribui para a prevenção e recuperação das chamadas “doenças do trabalho” (LER e DORT) promovendo o bem estar e melhorando as relações interpessoais.

A Ginástica Laboral propicia benefícios fisiológicos, psicológicos, sociais e empresariais. Confira alguns deles:

Fisiológicos:

-Promove a sensação de disposição e bem estar para o trabalho.
-Combate e previne doenças profissionais como sedentarismo, estresse, depressão, ansiedade.
-Melhora a flexibilidade, a coordenação e a resistência, promovendo uma maior mobilidade e melhor postura.
-Diminui as inflamações e traumas.
-Diminui a tensão muscular desnecessária.
-Diminui o esforço na execução das tarefas diárias.

Psicológicos:

-Favorece a mudança da rotina.
-Reforça a auto-estima.
-Mostra a preocupação da Empresa com seus funcionários.
-Melhora a capacidade de atenção e concentração no trabalho.
-Desenvolve a consciência corporal.
-Combate tensões emocionais.

Sociais:
-Desperta o surgimento de novas lideranças.
-Favorece o contato pessoal.
-Promove a integração do grupo.
-Favorece o trabalho em equipe.
-Melhora as relações interpessoais.

Empresariais:
-Propicia maior produtividade por parte do trabalhador.
-Melhora a imagem da instituição perante os empregados e a sociedade.
-Diminui o número de queixas, afastamentos médicos, acidentes e lesões.
-Reduz os gastos com afastamentos e substituições de pessoal.

 

Adaptado de BioAtividade

http://www.bioatividade.com.br/portal/index.php?option=com_content&view=article&id=50&Itemid=59

 

Postado na categoria ACC, Fisioterapia do trabalho. | Comentar

Palestra sobre osteoporose

14/05/2013

ACCFisio

    Na semana passada tivemos uma palestra interessante aqui na clínica. Nossa fisioterapeuta Bruna Lopes reuniu as mães, e orientou sobre os cuidados com a osteoporose. Essa doença vem preocupando profissionais da área, pois praticamente metade da população feminina acima de 65 anos de idade apresentarão pelo menos uma fratura relacionada à osteoporose em algum momento da vida.

    A osteoporose é a descalcificação progressiva dos ossos, que vão se tornando mais frágeis. É uma doença na qual ocorre diminuição da massa óssea e piora da qualidade do osso. Quanto maior a fragilidade, maior é o risco de uma fratura.

    Embora a ocorrência seja maior no sexo feminino, os homens também podem ter a doença, que se torna mais frequente com o envelhecimento. Os ossos crescem até os 20 anos. A partir daí, a densidade aumenta até os 35 anos e começa a perda de massa progressivamente – ou osteoporose. Ela afeta principalmente mulheres na pós-menopausa e, na maioria dos casos, o paciente só descobre que está com a doença após a primeira fratura.

Adaptado de Portal Minha Vida.

Postado na categoria ACC, Fisioterapia. | Comentar

Saiba mais sobre LER e DORT

29/04/2013

dor-nas-costas 

Quem nunca ouviu falar nas LER (lesões por esforços repetitivos) ou nos DORT (distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho)? LER e DORT são síndromes que atacam os nervos, músculos e tendões, especialmente dos membros superiores e do pescoço. São síndromes degenerativas e cumulativas e sempre acompanhadas de dor ou incômodo, provenientes não somente da atividade ocupacional intensiva, mas também, de atividades realizadas sob intenso estresse.

LER ou DORT?

O termo LER utilizado para denominar uma síndrome da atividade ocupacional excessiva, que abrange uma gama de condições caracterizadas por desconforto ou dor persistente nos músculos, tendões etc. Entretanto, sabidamente, nem todas as patologias estão relacionadas aos movimentos repetitivos, pois existem outros fatores biomecânicos causais como esforço físico proveniente de levantamento constante de peso, além dos fatores psicofísicos e sociológicos, que atuam sobre o problema.

Por tais razões, estudiosos recomendaram que este termo fosse abandonado e se passasse a usar o termo DORT Distúrbios Osteosmusculares Relacionados ao Trabalho, pois numa primeira fase ocorrem os distúrbios, com sintomas como fadiga, peso e dor nos membros e somente depois aparecem as lesões.

Em geral, qualquer trabalhador pode estar sujeito aos DORT. Percebemos que quem sofre muita pressão psicológica no trabalho está predisposto ao desconforto ou dor persistente nos músculos, tendões e outras partes do corpo. Com tratamento adequado, muitas das condições da síndrome são reversíveis.

Prevenção é o melhor remédio

As posturas inadequadas, que advém de um posto de trabalho mal dimensionado, ou que não se ajuste às variações antropométricas de cada indivíduo, e os movimentos repetitivos são alguns dos fatores que mais predispõem o aparecimento das LER/DORT. No entanto, não se deve esquecer da organização do trabalho, que eventualmente pode estar por trás desta patologia. Os ritmos excessivos, a postura rígida, a ausência de pausas, a pouca liberdade do trabalhador, além da pressão pelos superiores, são contribuições para o surgimento das LER/DORT.

Confira algumas dicas para prevenir essa patologia:

- Realize pequenas pausas rápidas em qualquer atividade que se exerça repetição excessiva ou em postura inadequada por tempo prolongado;
- Intervalos breves e frequentes são mais eficazes para a recuperação do que um período de descanso igual, tomado de uma só vez;
- Durante essas pausas, faça alguns alongamentos para as áreas de seu corpo que estiverem executando a tarefa;
- Cuide para sempre permanecer com uma boa postura, incluindo a adequação do seu posto de trabalho de acordo com as características físicas e com sua atividade;
- Não realizar força nem pressão exageradas, repetitivas ou frequentes em sua atividade.

As LER/DORT são curáveis, principalmente nos primeiros estágios. Portanto, procure um especialista.

Adaptado de Minha Vida

Conheça RPG: a solução dos problemas posturais.

21/04/2013

enxaguatorio

Andar na linha, com a coluna ereta e todos os músculos bem colocados, não é fácil. Contudo, uma postura correta é importante para evitar uma série de dores.  Com isso, é preciso treinar o corpo e fortalecer a musculatura global, que pode ser adquirido com uma Reeducação Postural Global (RPG).

A técnica alivia e previne as dores, não somente da coluna, mas do corpo todo. Ela é baseada em três princípios: individualidade – cada ser humano sente e reage de maneira diferente; causalidade – a verdadeira causa do problema pode estar distante do sintoma, ou seja, a RPG remonta da consequência à causa da lesão; e globalidade – não trata o corpo por partes isoladas e, sim, como um todo.

O método pode ser indicado diversas áreas da fisioterapia, possuindo um campo de atuação bastante amplo. A técnica age contra dores lombares, dorsais e cervicais, lesões por esforços repetitivos, desvios de coluna, dos pés e dos joelhos, enxaquecas, bursites, torcicolos, hérnias de disco, em algumas alterações respiratórias, na dor lombar durante a gravidez, bem como preparação para o parto, e na proteção contra os processos degenerativos articulares.

Em crianças e jovens, previne as consequências da má postura. Além disso, a RPG também pode corrigir problemas estéticos como a ‘barriga’ em pacientes não obesos, que, muitas vezes, é causada por hiperlordose lombar.

A RPG não tem contraindicação, pois ela pode ser adaptada a qualquer tipo de paciente. Mulheres grávidas, pessoas com osteoporose e com câncer devem tomar alguns cuidados. O tratamento é individualizado e as sessões, normalmente, são semanais, durando aproximadamente uma hora cada.

Nas primeiras sessões já é possível notar alguns resultados, mas, geralmente, em torno da décima que eles se tornam mais efetivos. Isso pode variar de acordo com o tipo de lesão e com a assiduidade do paciente ao tratamento.

Marque já sua sessão aqui na ACC!

Adaptado de Mais Equilíbrio

Reconciliando-se com o próprio corpo

12/04/2013

pilates

Texto de Martha Medeiros – Zero Hora 10/04/2013

Pratico exercícios desde sempre. Já dancei jazz, nadei, joguei vôlei, fiz aeróbica, musculação, mas nada disso me tornou uma amante da vida esportiva. O que me levava a essa movimentação intensa era a consciência de que manter uma atividade física enrijece o corpo e oxigena a mente, então eu ia em frente sem pensar em prazer. Era uma necessidade, e pronto.

Aos poucos, fui largando tudo e mantive apenas as caminhadas, essas, sim, não apenas saudáveis, como prazerosas. Poderia passar o dia caminhando, não tivesse que reservar um tempo para exercícios cerebrais, como trabalhar e fazer palavras cruzadas.

Parecia tudo bem, até que uma médica me disse: caminhar é bom, mas não basta. Está na hora de você suar o top. E me recomendou pilates.

Modismo, chatice, tédio. Todas essas ideias me passaram pela cabeça, mas sou obediente, acato ordens, e me matriculei num pequeno estúdio a poucos passos da minha casa, conduzido por um casal de instrutores. Fui cair na mão dos melhores, posso apostar. Em três sessões, já percebia mudanças no meu corpo, na minha postura.

Quanto ao tédio, bom, não há tédio na dor. Às vezes, me sinto como se estivesse treinando para me apresentar no Cirque du Soleil. Recebo ordens inimagináveis: grude o umbigo nas costas, encolha as costelas, encoste o queixo no peito. Já houve caso de instruírem um rapaz a contrair o útero! Dá vontade de rir, mas não convém, temos que nos concentrar na respiração. Juro, com tudo isso, ainda pedem que a gente respire.

Então, de volta aos exercícios sem prazer?

Pois aí está a novidade: o prazer é de outra ordem. O pilates faz a gente mudar a maneira de pensar o corpo, o que deve ser a razão do seu sucesso mundo afora. Ao decidir praticar um exercício, muitas vezes ficamos condicionados aos benefícios externos de se estar em forma: a saúde é uma boa desculpa, mas a vaidade é que nos faz pagar a mensalidade da academia. Pois o pilates supera essa visão miúda, adicionando à prática uma reflexão que vai muito além do desejo de ser admirado.

Quando somos adolescentes, sentimos nosso corpo como parte indissolúvel do nosso ser. Porém, com o passar do tempo, acaba acontecendo uma dissociação – à revelia, nosso corpo começa a nos abandonar, a nos deixar na mão. A pele vai se soltando, os órgãos internos armam rebeliões, as articulações gritam, rangem – não me peça para explicar, mas nosso corpo ganha vida própria, se emancipa e não nos escuta mais.

O pilates é, antes de tudo, uma reconciliação com esse corpo que se tornou rebelde e fugidio. Ele sempre esteve a nosso serviço, mas pouco estivemos a serviço dele. Pois o pilates, feito um cupido, faz com que nós e nosso corpo passemos a nos conhecer mais profundamente e a descobrir o que nem sabíamos um do outro, mesmo com tantos anos de convívio.

Basicamente, pilates é o resgate do amor entre você e o que você traz dentro. Mesmo que seja um útero que você nem tem.

Venha fazer Pilates na ACC Fisioterapia!

Ligue e marque seu horário:
Matriz – Bairro Menino Deus – (51) 3233.8894
Filial Zona Sul – Bairro Tristeza – (51) 3013.9888

Postado na categoria Pilates. | Comentar

Como eliminar a dor lombar?

10/04/2013

dor_lombar

A dor lombar afeta cerca de 80% da população adulta ao redor do mundo. Ela é a segunda maior causa de consultas médicas, ficando atrás apenas das gripes. Os prejuízos são muitos. Atividades rotineiras são prejudicadas, sua energia fica limitada, te deixando cansado, desanimado e até depressivo.

Mas existem muitas causas para as dores lombares e muitas maneiras simples de eliminá-las. Elas não precisam fazer parte da sua vida.

 

Confira abaixo algumas simples dicas que vão te ajudar a acabar com as dores lombares:

 

  • Compense os efeitos da gravidade

A maioria dos adultos passa o dia todo andando, sentado ou de pé. A gravidade causa uma sobrecarga aos músculos, ligamentos e discos intervertebrais da região lombar. Levando a uma das causas mais comuns de dores lombares: a compressão discal. Uma solução é optar por deitar-se quando possível.

 

  • Faça aquecimento

Não apenas antes dos exercícios, mas sempre! Jardinagem, atividades domésticas, carregar objetos pesados e trabalhar comumente são atividades que podem causar dores lombares.

 

  • Faça um alongamento lombar

Alongue sua lombar antes de ir para a cama, quando acordar pela manhã e ao final do dia de trabalho. Existem alongamentos simples que diminuem a tensão e preparam sua lombar para o dia seguinte, como abraçar as pernas enquanto está deitado.

 

  • Faça exercícios para a lombar

Faça exercícios específicos para aumentar a força de sustentação lombar. Isso inclui exercícios para o centro de força, ou seja, abdômen, períneo e diafragma.

 

  • Se a dor persistir procure ajuda

Existem inúmeras maneiras de eliminar a dor lombar sozinho. Porém, nada substitui uma consulta com um profissional especializado em dor lombar.

 

  • Não espere a dor aumentar

É mais fácil eliminar a dor lombar quando ela é tratada no estágio inicial. A maioria das pessoas espera até que não consiga mais se mover, ou que a dor comece a irradiar para as pernas.

O primeiro passo para aliviar a dor não é tratar músculos ou articulações, mas sim, identificar a causa que gerou a dor. Um exemplo disso é a má postura ou movimentos executados diariamente de forma incorreta.

Para obter resultados de longa duração é necessário eliminar as causas e os sintomas da dor. Métodos como a acupuntura e a osteopatia e exercícios, como o pilates, acompanhado de um instrutor, ajudam a eliminá-los.

Adaptado de Minha Vida

Postado na categoria ACC, Acupuntura, Ergonomia, Pilates, RPG. | Comentar

Drenagem Linfática Manual

28/03/2013

drenagem

A drenagem linfática manual pode ser uma grande aliada para as mulheres. A massagem terapêutica atua na prevenção de celulite e ajuda a limpar toxinas que formam os nódulos de gordura. Isso elimina o inchaço do corpo e aumenta a oxigenação da pele em curto prazo. O método ainda deixa a pele com uma aparência mais saudável, além de proporcionar uma melhor circulação sanguínea.

As mulheres costumam passar por quedas das taxas hormonais em vários momentos da vida, como menstruação, TPM, gestação e menopausa. Trabalhando a circulação sanguínea por meio da drenagem linfática, é possível normalizar um pouco melhor essas taxas hormonais, melhorando o bem-estar e ganhando mais saúde.

O sistema linfático funciona paralelamente ao circulatório. É formado por uma grande rede de vasos, distribuídos por todo o corpo, coletando os líquidos dispersos, filtrando e direcionando-os para circulação sanguínea. Desta maneira, a drenagem atua com manobras que levam estes líquidos para as estruturas responsáveis em coletá-los.

A massagem é realizada através de pressões leves. É importante frisar que o método não é doloroso, tampouco deixa hematomas (roxos na pele). As pressões feitas na pele direcionam os líquidos do corpo para as estruturas do sistema linfático, onde será eliminado através da urina.

Preste atenção! A drenagem linfática deverá ser realizada por um profissional qualificado, fisioterapeuta, esteticista ou ainda um terapeuta apto para a massagem. Segundo estudos científicos da Universidade de Fortaleza, a drenagem linfática manual é incomparavelmente mais eficiente que a drenagem feita por aparelhos mecânicos.

As manobras da drenagem devem ser realizadas em toques suaves para que seja possível alcançar os líquidos perdidos no corpo. Quando é feita muita pressão ocorre a obstrução dos vasos desses líquidos, e não se obtém resultado nenhum. Portanto, a dica é fugir das drenagens fortes e doloridas.

A massagem deve ser leve e relaxante, mas tem contraindicações, identificadas por meio de uma avaliação profissional. É o especialista que dirá se você pode ou não se submeter ao tratamento. Não é necessária prescrição médica, exceto nos casos de drenagem para grávidas, pós-cirúrgico ou mastectomia, que são casos específicos, indicados somente para fisioterapeutas aplicarem o método.

Adaptado de Personare – Autoconhecimento, harmonia e bem-viver.

Postado na categoria Fisioterapia Estética. | Comentar

Saiba mais sobre a Corrente Russa e seus Benefícios.

22/03/2013

Crussa

A Corrente Russa ou Estimulação Russa é o nome do tratamento de tonificação muscular realizado através de um aparelho de eletroterapia, capaz de promover a contração muscular por meio de corrente elétrica de média e baixa frequência, despolarizada. Hoje, a corrente russa é muito utilizada para os tratamentos estéticos de flacidez muscular e modelagem corporal.

Este método surgiu como alternativa para a manutenção da massa muscular de astronautas, tendo sido estendido ao condicionamento de atletas e à área de estética.

A Corrente Russa é capaz de remodelar o corpo, combatendo a flacidez, de várias origens de forma rápida e eficaz. Equivale a 400 abdominais realizados de forma correta, pois, com o uso da corrente, há um recrutamento de 40% a mais das fibras musculares do que no exercício comum.

      Confira alguns benefícios da Corrente Russa:

            – Fortalecimento dos músculos do abdômen, cochas, braços, pernas e glúteos;
            – Redução da gordura localizada e da celulite;
            – Melhora a circulação sanguínea e contribui para evitar enfermidades como entupimentos nas veias e dormências nos braços e pernas;
             - Amplia o potencial de outros tratamentos clínicos e estéticos.

Além disso, o tratamento é indicado para as seguintes situações:

              – Pós-parto
              – Pós-emagrecimento
              – Pré e pós-lipoaspiração
              – Reeducação postural

Contudo, preste atenção, não são todos que podem realizar esse procedimento. A corrente russa é contraindicada para portadores de marca-passo, varizes, embolias e outros problemas clínicos, por isso, consulte um especialista para verificar se você está apto para esse tratamento.

Quais os benéficos da acupuntura?

19/03/2013

acu

As técnicas de acupuntura  nasceram na China há nada menos que 4.500 anos. Trata-se de um conjunto de conhecimentos teórico-empíricos da medicina que visam o tratamento de algumas patologias. Basicamente, agulhas são utilizadas para tocar as partes mais sensíveis do corpo – pontos de acupuntura ou acupontos – onde há terminações nervosas responsáveis pela dor ou sintomas sentidos. Mas as técnicas não envolvem apenas agulhas.

Os pontos de acupuntura também podem ser estimulados por dedos (com as famosas massagens chinesas) e até mesmo aquecimentos fornecidos pelo contato dos acupontos com artemísias em brasa.

A OMS (Organização Mundial de Saúde) já considera a acupuntura como um modo de tratamento complementar e, também comprovou cientificamente sua eficiência tanto na prevenção, quanto na cura de algumas doenças.

Ela ameniza os sintomas das patologias sem a necessidade do uso de medicamentos. Isto está sendo bastante útil para a medicina moderna, já que alguns organismos encontram-se imunes a determinados remédios, graças ao uso excessivo destas drogas, que causam tanto vício e dependência quanto as que recebem o mesmo nome, mas são proibidas por lei.

Confira algumas doenças em que o tratamento com acupuntura pode ser utilizado:

Respiratórias:

  • Sinusite aguda
  • Rinite aguda
  • Resfriado comum
  • Bronquite aguda
  • Asma brônquica

Oftalmológicas:

  • Conjuntivite aguda
  • Retinite central
  • Miopia (em crianças)
  • Cataratas (sem complicações)

Distúrbios Gastrintestinais:

  • Espasmos de esôfago e cárdia
  • Soluços
  • Gastrite aguda e crônica
  • Hiperacidez gástrica
  • Úlcera duodenal crônica
  • Colites agudas e crônicas
  • Disenteria bacteriana aguda
  • Constipação
  • Diarreia

Distúrbios Ortopédicos e Neurológicos:

  • Cefaleias
  • Enxaqueca
  • Paralisia facial
  • Paralisia Pós-AVC
  • Síndrome de Meniere
  • Disfunção neurogênica da Bexiga Urinária
  • Artrite Reumatoide
  • Distensões Musculares

Psiquiatria:

  • Distúrbios leves e moderados de Depressão
  • Angústia
  • Ansiedade
  • Insônia

Ginecologia:

  • Distúrbios Menstruais
  • Infertilidade
  • Dismenorreia
  • Amenorreia
  • Metrorragia
  • Menorragia

Estética:

  • Marcas de expressão
  • Rugas
  • Flacidez
  • Bolsas Sub-Oculares
  • Suavização de Estrias e Celulites
  • Enrijecer seios e nádegas

Outros Benefícios:

  • Aumento da vitalidade e energia
  • Redução do estresse e maior relaxamento
  • Rejuvenescimento da pele
  • Controle do peso
  • Livrar-se do fumo, álcool e drogas
  • Aumento das funções físicas e atléticas
  • Controle de dor
  • Regularidade dos batimentos cardíacos e pressão sanguínea.
  • Estabilização do sistema imunológico

 








Arquivo








Assine nossa Newsletter!