dor-nas-costas

Saiba mais sobre LER e DORT

Quem nunca ouviu falar nas LER (lesões por esforços repetitivos) ou nos DORT (distúrbios osteomusculares relacionados ao trabalho)? LER e DORT são síndromes que atacam os nervos, músculos e tendões, especialmente dos membros superiores e do pescoço. São síndromes degenerativas e cumulativas e sempre acompanhadas de dor ou incômodo, provenientes não somente da atividade ocupacional intensiva, mas também, de atividades realizadas sob intenso estresse.

LER ou DORT?

O termo LER utilizado para denominar uma síndrome da atividade ocupacional excessiva, que abrange uma gama de condições caracterizadas por desconforto ou dor persistente nos músculos, tendões etc. Entretanto, sabidamente, nem todas as patologias estão relacionadas aos movimentos repetitivos, pois existem outros fatores biomecânicos causais como esforço físico proveniente de levantamento constante de peso, além dos fatores psicofísicos e sociológicos, que atuam sobre o problema.

Por tais razões, estudiosos recomendaram que este termo fosse abandonado e se passasse a usar o termo DORT Distúrbios Osteosmusculares Relacionados ao Trabalho, pois numa primeira fase ocorrem os distúrbios, com sintomas como fadiga, peso e dor nos membros e somente depois aparecem as lesões.

Em geral, qualquer trabalhador pode estar sujeito aos DORT. Percebemos que quem sofre muita pressão psicológica no trabalho está predisposto ao desconforto ou dor persistente nos músculos, tendões e outras partes do corpo. Com tratamento adequado, muitas das condições da síndrome são reversíveis.

 

Prevenção é o melhor remédio

As posturas inadequadas, que advém de um posto de trabalho mal dimensionado, ou que não se ajuste às variações antropométricas de cada indivíduo, e os movimentos repetitivos são alguns dos fatores que mais predispõem o aparecimento das LER/DORT. No entanto, não se deve esquecer da organização do trabalho, que eventualmente pode estar por trás desta patologia. Os ritmos excessivos, a postura rígida, a ausência de pausas, a pouca liberdade do trabalhador, além da pressão pelos superiores, são contribuições para o surgimento das LER/DORT.

Confira algumas dicas para prevenir essa patologia:
– Realize pequenas pausas rápidas em qualquer atividade que se exerça repetição excessiva ou em postura inadequada por tempo prolongado;
– Intervalos breves e frequentes são mais eficazes para a recuperação do que um período de descanso igual, tomado de uma só vez;
– Durante essas pausas, faça alguns alongamentos para as áreas de seu corpo que estiverem executando a tarefa;
– Cuide para sempre permanecer com uma boa postura, incluindo a adequação do seu posto de trabalho de acordo com as características físicas e com sua atividade;
– Não realizar força nem pressão exageradas, repetitivas ou frequentes em sua atividade.

As LER/DORT são curáveis, principalmente nos primeiros estágios. Portanto, procure um especialista.

Adaptado de Minha Vida

Related Posts

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *